“Um livro é um brinquedo feito com letras. Ler é brincar!”  – Rubem Alves
Quem não gosta de ouvir ou contar uma história? Seja para brincar, imaginar, ninar ou relaxar ouvir histórias, dramatizá-las, inventá-las é fundamental para a formação de toda criança. Vivenciando o mundo mágico do faz de conta, ela amplia seu vocabulário, desenvolve sua imaginação e seu potencial criativo.  Colocar as histórias na rotina é uma das principais formas de promover o desenvolvimento dos nossos filhos. Por isso, elas devem ocupar um lugar privilegiado no lar das famílias e podem ser, inclusive, uma forma envolvente de iniciar o dia conversando com os pequenos. Uma história pode inspirar vocês, por exemplo, a planejarem juntos as brincadeiras daquele dia, criando conexões e laços de afeto entre as narrativas e a “vida real”. Desta forma, faz-se necessário que a família realmente valorize esses momentos de leitura e brincadeiras, criando uma rotina que respeite os ritmos e os interesses das crianças. A doutora em educação Telma Vinha afirma ainda que, nas histórias nós somos levados a diversas situações, ora fictícias, ora reais, favorecendo as representações simbólicas da criança. Ao se identificar com os personagens, os pequenos são instigados, por exemplo, a refletirem acerca do bem e do mal, do correto e do incorreto e, iniciar, assim, seu processo de construção de valores morais. Mas, como deixar o ambiente preparado para estimular a leitura nas crianças? Tenho algumas sugestões que vão deixar esse momento mais atrativo e aconchegante. Confira: – Organizar uma prateleira ou um caixote com os livros na altura da criança, para que ela mesma possa escolher os livros, manusear e explorar quando sentir o desejo; – Nesse cantinho da leitura ter almofadas, tapete ou um tatame para deixar este momento mais confortável;  – Se for possível, ter outro caixote com fantoches, dedoches e tecidos coloridos para as crianças brincarem e representar os seus personagens; – Deixar disponível lápis e papel para os pequenos que também gostam de desenhar seus personagens favoritos; – Ter um caderno para que vocês, pais e familiares, possam registar as histórias narradas por seus pequenos; Daqui alguns anos esse tipo de registro terá um sabor especial; Boa diversão!    

Escrever um comentário