“Xô, xô, pavão!  ♬ ♫ Sai de cima do telhado  Deixa meu menino  Dormir sono sossegado ” (Cantiga de ninar da Cultura Popular Brasileira)    “Este menino não é meu ♬ ♫ Deram para eu criar  Obrigação de quem cria  É o menino acalentar ” (CD –  ABRA A RODA TIN DO LÊ LÊ – Lydia Hortélio)” Uns dos primeiros sons que nós ouvimos antes mesmo de nascer, são as batidas do coração da mãe! E ao nascer somos embalados no colo aconchegante de nossos pais e avós que naturalmente nos apresentam canções de ninar que foram passadas de geração em geração. Este é o nosso primeiro contato com a música.  Existem músicas para cantar, dançar, tocar, acalmar, relaxar enfim muitas possibilidades para serem exploradas. E como diz o músico brincante Shauan Bencks “a música e a brincadeira são necessidades humanas, são movimento e busca de sentido, nas esferas da direção e do sentimento” Teca Alencar de Brito que é mestre e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP, em seu texto – Cenas Musicais diz: “Com as crianças, importa garantir a possibilidade de exercitarem sua relação com o mundo. Através dos sons podem expressar seu modo de perceber, sentir, pensar… Podem vivenciar questões significativas, importantes em sua vida, já que a música é linguagem que torna sonora nossa própria forma, quem somos, como percebemos e como sentimos”Ou seja, colocar a música na rotina da criança ajuda a melhorar a sensibilidade, a capacidade de concentração e a memória, trazendo benefícios ao processo de desenvolvimentos emocionais e cognitivos dos pequenos. Por isso, é importante criarmos oportunidades dentro dos nossos lares para que as crianças pequenas explorem um instrumento musical de forma livre, experimentando as diferentes qualidades sonoras que ele tem, ainda que sem consciência disso. Ou seja, não é preciso, de cara, ensinar qualquer técnica para ela usufruir dos benefícios da música. O que para alguns adultos pode ser considerado barulho, para os pequenos é a sua forma de fazer música.  

Mãos à obra

Se vocês pais ainda não cantaram ou tocaram para os seus filhos, ainda é tempo.  Qual canção marcou a sua infância? Que tal fazer esse resgate das músicas e das brincadeiras musicais que marcaram a sua vida e compartilhar com o seu filho? Você irá acordar a criança que habita em você e, junto com seus filhos, vão criar um novo repertório! Proponho aqui, então, a construção de instrumentos com materiais alternativos, como potinhos, sementes, tampinhas de garrafas, etc. Vocês podem, inclusive, pesquisar junto com as crianças como construir instrumentos com materiais do nosso dia a dia. Certamente, esse será um momento de grande conexão precioso entre você e seus filhos. Depois do instrumento feito, vocês podem cantar e tocar a partir do repertório que faz parte do cotidiano da família.  Lembre-se que permitir que as crianças manuseiem livremente esses instrumentos, possibilita muitas descobertas e conexões. Afora as brincadeiras musicais, explorando velocidade, ritmo, intensidade, por exemplo, outra ideia para incluir mais música na rotina da família é fazer uma trilha sonora para acompanhar os momentos de brincadeiras. E para as brincadeiras musicais ficarem ainda mais divertidas, seguem algumas inspirações de músicos brincantes: Arte da Criança – Shauan Bencks e Aline Meneses – http://artedacrianca.com.br  Grupo Triii – https://www.youtube.com/user/GrupoTriii  Mundo Aflora – https://www.youtube.com/channel/UC_iIz0sZgPNmdASPQxuGTKg  Duo Badulaque – https://www.youtube.com/channel/UCogL19pmpBESbibNrYMld7g  Histórias de Brincar – https://www.youtube.com/channel/UCZu0bOLVDL2hlYD6nG-XfAQ  Crianceiras – https://www.youtube.com/user/Crianceiras  Palavra Cantada – https://www.youtube.com/user/palavracantadatube  Tiquequê – https://www.youtube.com/user/grupotiqueque   

Escrever um comentário