“A pintura é poesia sem palavras”
– Voltaire

Quando eu era criança eu amava desenhar! Depois que me tornei adulta e fui atuar na área da educação infantil, me encantei com as fases do desenvolvimento dos desenhos dos meus alunos. E agora, eu amo acompanhar a evolução do desenho da minha pequena filha Olívia, que completou 3 anos. Nesta coluna, quero contar uma vivência incrível que fizemos com desenhos feitos com elementos naturais em nossa casa, para inspirar você e sua família a se divertirem e aprenderem também.

Há poucos meses, a Olívia ganhou de tios muito especiais uma caixa recheada de elementos potentes. Esse titios queridos dela entendem o quanto o brincar é essencial para a vida de uma criança. Nesta caixa, encontramos, por exemplo, alguns saquinhos com pó de café, colorau e açafrão que são pigmentos naturais. E a brincadeira era fazer desenhos usando esses elementos. Então, fomos para cozinha pegar alguns potes para colocarmos água e fazermos as misturas que transformaram esses pigmentos naturais em “tinta”. Aproveitamos também para bater uma beterraba com água e farinha no liquidificador para termos mais uma opção de cor para as criações da pequena.

As experimentações brincantes já haviam começado desde a cozinha, na escolha dos potes e colocando os ingredientes no liquidificador. Quando ela começou a sentir o cheiros das tintas naturais ficou ainda mais curiosa por tudo que estava acontecendo. Foi sentindo também as diferentes texturas e depois começou a experimentar as cores no papel. 

Naquela tarde, nasceram várias obras de arte da pequena de tão grande que foi o seu envolvimento com a brincadeira. Depois que os desenhos secaram, nós colocamos na parede da nossa sala para apreciação de todos da nossa família e isso valorizou a produção dela. Nossa sala ficou bem mais alegre e a felicidade dela mostrando todos os desenhos que havia feito foi muito significativo para nós. E sabemos que, essa valorização das produções da Olívia, tem potencial para contribuir para a construção de uma autoestima e autoimagem saudáveis e positivas.

Essa é a exposição de arte da Olívia:

A partir dessa experiência, vou te fazer um convite: que tal criar essa grande brincadeira com os pequenos de vocês? Sugiro que separem elementos naturais, tais quais pó de café, colorau, açafrão. Podem acrescentar beterraba, cenoura e couve para ter uma paleta de cores da natureza bem divertida. Vocês podem conversar sobre esses elementos, de onde eles vêm e para que são utilizados no nosso dia a dia. 

Depois dessa conversa vocês podem iniciar a exploração sensorial desses elementos criando as tintas naturais, misturando-os com água em cada potinho. Somente quando forem usar beterraba, cenoura e couve que irá precisar do liquidificador e de acrescentar um pouco de farinha branca para que essa mistura fique homogênea. A quantidade de água vai depender da textura que você quiser ter no final. Quanto mais água, mais líquido! 

E depois de preparadas as nossas tintas, é hora de dar asas à imaginação e começar a explorar a criação dos desenhos.

A princípio, esses desenhos podem ser feitos com pincéis, pois isso vai aprimorar a coordenação motora do seu filho. Mas nada impede de utilizar diferentes materiais como canudo, palito de dente, palito de sorvete, esponjinhas e as próprias mãos da sua criança que, por sua vez, irá conhecer novas cores, novas texturas, novos cheiros, novas formas, estimulando sua imaginação através dessa forma de artes. Minha dica é que você permita que as crianças explorem livremente esses elementos descobrindo novas possibilidades de compor a pintura.

Para ampliar essa experiência, em uma próxima oportunidade, vocês podem juntos pesquisar sobre as artistas Ghidac Al-Nizar e Giulia Bernadelli para apreciar e se inspirar nas obras que elas fazem com café.

Segue os links das artistas repletos de obras para se inspirar.

E para finalizar, deixo aqui algumas sugestões para essa experimentação brincante:

  • Que tal estimular as crianças a fazerem seu auto retrato com as tintas naturais?
  • Ou, quem sabem, fazer a releitura de sua obra preferida?
  • Vocês podem também desenhar os membros da família ou os bichos de estimação da casa;
  • Outra ideia é fotografar os desenhos;
  • Também vai ser divertido fazer uma exposição desses desenhos pela casa, hein?
  • E, por que não,  aproveitar as redes sociais dos pais para expor essas artes?
  • Quem sabe a foto dessa arte pode virar um cartão postal para alguém muito querido?
  • E vocês podem também criar um álbum de fotos com os desenhos para eternizar este momento;
  • E para as crianças que já sabem escrever, minha sugestão é deixar registrado como foi essa vivência através de uma história.

Escrever um comentário