Já falamos sobre a importância em limitar o consumo de açúcar para as crianças maiores de dois anos e também sobre como ensiná-las a consumirem com moderação em datas especiais e festivas. Vamos abordar agora os diferentes tipos de açúcares e quais as melhores opções para seu filho consumir. Os açúcares estão em muitas formas nos alimentos e, pasmem, na maioria escondidos. Isso mesmo, escondidos! Até alimentos salgados têm adição de açúcares. Aliás, vale dizer que 80% dos produtos alimentícios industrializados contém açúcares. Veja só:  xarope de frutose, xarope de milho, açúcar invertido, frutose, sacarose, maltodextrina, lactose, dextrose, xarope de malte – tudo isso é açúcar! E repare só o quanto eles estão presentes nos rótulos dos industrializados. Ou seja, quando seu filho consome tais alimentos, ele está exposto aos negativos efeitos que esses tipos de açúcares trazem. Mas, então, qual a melhor forma de proteger seu filho nessa fase onde, de certa forma, já é permitido que haja um consumo equilibrado de açúcar? O meu conselho para você mamãe, papai, cuidador e educador de uma criança é que postergue ao máximo o contato dela com alimentos industrializados, pois não há nutrição e saúde neles. Em contrapartida, você pode oferecer uma variedade muito grande e deliciosa de alimentos com açúcares naturais que vão deixá-los longe de um diabetes ou hipoglicemia, ajudá-los no rendimento escolar, diminuir a hiperatividade, auxiliar no tratamento para autismo ou outras doenças, manter níveis adequados de triglicerídeos, entre muitos outros benefícios.  Veja algumas dicas abaixo:
  • Adoce bolo e biscoitos caseiros com frutas batidas na massa ou até mesmo amassadas ou picadas.
  • Faça panquecas e crepiocas com frutas secas ou frescas, podem ser amassadas, inteiras ou batidas.
  • Açúcar de coco é uma boa solução, tendo em vista que seu índice glicêmico (velocidade de absorção) é bem baixo.
  • Sucos de frutas não precisam ser adoçados! Se seu filho não está acostumado a tomá-lo sem açúcar, misture frutas mais doces com as mais azedas.
  • Caso precise adoçar, prefira o açúcar demerara e use na menor quantidade possível. E vá diminuindo progressivamente até que o paladar se habitue.
Lembre-se que paladar é algo que desenvolvemos e que é suscetível à adaptação. Ou seja, se comer muito sal, mais vai precisar para sentir o sabor. O mesmo acontece com os doces. Assim, faça uma linha de progressão e aos poucos vá alterando o paladar de seu filho. Quer ideias de preparos doces saudáveis e deliciosos para sua família? Separei duas receitas que usam o açúcar em sua melhor forma: a natural!

Receita de muffins 

Ingredientes: 1/3 de xícara de farinha de amêndoas ¾ de xícara de farinha de coco 2 ovos 1/3 de xícara de açúcar de coco ou 1 fruta batida (maça/ banana/ pêra) 3 colheres de sopa de azeite extra- virgem ou óleo de coco 1 xícara de leite ou suco de fruta ou leite vegetal Para um sabor diferente acrescente uma opção: chocolate 70% picado, castanhas e uvas passas picados, damasco seco picado, coco ralado sem açúcar, banana ou maça picada, geleia de frutas sem adição de açúcares Modo de Fazer: Misture tudo e asse em forma de cupcake até dourarem. Ps. Para fazer cookies, adicione o líquido até que chegue na consistência para colocar com a colher na forma antiaderente e assar até dourar.

Panqueca de banana com Pasta de amendoim

1 banana 1 ovo batido 1 colher de sopa de farelo de aveia 1 colher de sopa de pasta de amendoim com cacau e avelãs 1 punhado de frutas vermelhas. Modo de fazer Misturar tudo e fazer com panqueca em frigideira antiaderente. Passar a pasta de amendoim sobre a panqueca e enfeitar com frutas vermelhas.

Dicas adicionais para deixar seu preparo mais saudável: 

  • Para adoçar: Sugiro açúcar demerara, de coco, mascavo, xylitol, frutas frescas, frutas secas.
  • Farinhas: Prefira de coco, amêndoa, amendoim, de arroz integral
  • Adicione fibras sempre que possível: chia, linhaça moída, aveia
  • Quer dar um gosto diferente? Use chocolate 70%, geleia com açúcar só da fruta ou castanhas.
Com carinho, Letícia Tischenberg

Escrever um comentário