Mais do que nunca nossa preocupação com a saúde só tem crescido. Sobretudo em um panorama de pandemia onde, além do isolamento social, a melhor arma  é manter nossa imunidade alta. E essa regra vale também para os nossos pequenos que, mesmo, em teoria, não sendo o grupo de maior risco, podem sim serem atingidos e se tornarem  transmissores do Covid-19. 

Digo em teoria, pois, na prática, vale dizer também que crianças com doenças auto-imune, diabéticas e com hipertensão entram, sim, no grupo de risco. E eu me pego pensando em quantas dessas eu recebo no consultório e que, mesmo com um peso considerado saudável, já estão cometidas por essas comorbidades. E nesse ponto, vale ainda dizer que muitos pais, aliás, nem se dão conta que seus filhos possam estar pré-diabéticos ou hipertensos, simplesmente por estarem dentro da curva de peso adequado, uma vez que exames de sangue não são protocolos para crianças até que algum sintoma apareça.

Sim, fico preocupada que muitas das nossas crianças possam ser risco sem serem notadas. Mas nós, pais e responsáveis, temos alternativas naturais de cuidar  da imunidade e blindar a saúde dos nossos pequenos.

 

Benefícios do Própolis

A natureza nos presenteia com a resina Própolis, que há 30 anos tem sido estudada por sua capacidade e propriedades anti-inflamatória, antibacteriana, antifúngica, antioxidante, antiviral e cicatrizante. Um estudo de 1990 apontou que o própolis é capaz de combater bactérias responsáveis por doenças respiratórias. Em 2016, um estudo Turco mostrou também que ele é eficiente no combate à Helicobacter Pylori- uma bactéria causadora de gastrite, úlcera e câncer de estômago.

Embora ainda não totalmente conhecido os mecanismos envolvidos, muitos estudos têm demonstrado a ação positiva do própolis no sistema imunológico (ativando macrófagos, aumentando a atividade lítica contra células tumorais, estimulando anticorpos, etc, conforme apresentado em uma extensa revisão realizada por Sforcin em 2000)

Já estudos da Unicamp mostram também que há um aumento na produção de anticorpos e na atividade de células envolvidas na resposta imunológica em animais e seres humanos. 

É importante dizer que própolis deve ser usado como prevenção por melhorar a imunidade. Já durante se o vírus do Covid -19 (em especial) estiver instalado, recomenda-se a suspensão dele na fase crítica, por produzir em nosso organismo interferon- uma proteína que prejudica  o controle na fase crítica.

Dosagem

No caso de crianças, a medida é uma gota por quilo, fracionando a quantidade em três ou quatro vezes ao dia. Para os pequenos, é indicado o extrato aquoso, sem álcool na composição.

Em geral, o consumo do extrato deve ser diluído em água para ficar mais palatável. Minha sugestão é oferecer pela manhã ainda em jejum e antes de dormir, misturando com 3 colheres de sopa de água e 1 colher de chá de mel escuro.

Um aviso porém é que, para crianças com menos de 2 anos, não é recomendado o uso de mel.

Na hora de comprar, opte sempre pela versão orgânica do produto, que é mais segura. Ela não está contaminada por metais pesados, originários de pregos usados nas caixas das colmeias, nem apresenta resíduos de agrotóxicos.

Para distinguir um produto de qualidade assegurada daquele de” fundo de quintal”, o consumidor deve ficar atento ao rótulo. É fundamental constar, na embalagem, o selo de registro do item no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Por fim, reforço que a própolis ou qualquer estratégia em melhorar a imunidade não irá impedir a contaminação pelo Coronavírus e nem servirá de cura do Covid-19. Seu objetivo é ajudar na resposta imunológica à qualquer doença minimizando, assim, seus agravamentos e sintomas.

Com amor, 

Fontes:

Examine

Evolutamente

Dr. Hyman

Escrever um comentário