É tudo tão novo: a doença, a situação, o ensino, o futuro, que fica difícil afirmar se o ensino não presencial e as aulas online nesta pandemia vão ser suficiente para o aluno aprender ou não.

Ainda não sabemos muito o que vai acontecer e quais os impactos disso tudo no futuro. Mesmo assim, eu percebo que depende muito. 

O Brasil é muito grande, existem diversas classes sociais e um universo muito grande e diversificado de estudantes.

Tem a educação infantil, que as crianças não precisam aprender a ler e escrever ainda. É diferente daquelas que estão sendo alfabetizadas e precisam muito acompanhamento do professor, de quem sabe a técnica de ensinar.

Muitas vezes os pais e as mães não sabem como ensinar a criança a juntar as sílabas, formar as palavras e a ler escrever, por exemplo. Tem pais também que não tem tempo e por isso não pode acompanhar porque está no trabalho.  Dessa forma, para essa criança, vai ser muito difícil conseguir aprender sozinha.

Por outro lado, crianças maiores, que sabem ler e escrever, podem estudar sozinhas. Elas já têm mais maturidade para pegar o material e fazer exercícios sozinhas, mas podem ter dificuldade de aprender algo mais complexo.

Por exemplo, na matemática um aluno que sabe fazer conta de multiplicação e divisão e agora estava aprendendo equação ou alguns problemas mais complexos, dificilmente vai conseguir fazer sozinho se ele nunca fez. 

Na minha opinião, o ensino online ajuda as crianças a continuar estudando, apenas reforçando o que elas já estavam aprendendo.

Os estudantes maiores têm mais ferramentas e podem fazer pesquisas na internet pode aprofundar, mas aprender algo novo pela internet online é bem diferente.

Estudos comprovaram que crianças que estão aprendendo a falar aprendem de ver as pessoas falando e tentando fazer igual. Você pode colocar uma televisão na frente da criança pequena e deixar ela o dia inteiro assistindo que ela não vai aprender uma palavra sozinha.

Ela precisa fazer para aprender. É assim que o cérebro pratica. Logo, vai ser bem complicado nesses casos garantir que o aluno aprenda o que precisa nessa fase de alfabetização.

 

Conhecimento para a vida

Se o ensino não presencial terá prejuízos para os alunos, dependerá de qual será o resultado esperado no final desta pandemia.

O objetivo é aprender mais matemática ou geografia ou poderia ser aprender mais sobre a vida familiar, aprender mais sobre educação socioemocional e sobre empatia?

As crianças estão aprendendo nesse período que estão em casa não as mesmas matérias que ela poderia ver na escola, mas ela sempre está aprendendo algo.

Com isso, não é possível afirmar que a criança não está aprendendo nada e que é um ano perdido. Não é um ano perdido, mas sim um ano diferente.

É tempo das crianças aprenderem outras coisas que elas não aprendiam na escola e, muitas vezes, não tinham oportunidade de aprender em casa com a família e com os pais.

 

Como os pais podem ajudar

Os pais podem ajudar o aluno no ensino online, não pensando que, se o filho estivesse frequentando a escola presencial, teria terminado a apostila, mas sim ajudando a criança a reconhecer outros aprendizados.

O que este aluno aprende de diferente nessas aulas não presenciais? Como usar isso na vida? Como praticar? O que ele achou de mais interessante nas aulas?

O pai pode ajudar, e muito, entendendo e o acolhendo neste momento difícil e tão diferente do que era antes. Não exigindo que a criança aprenda e faça exatamente o que ela estaria fazendo se estivesse em uma sala de aula, porque ela não vai conseguir fazer.

Os pais podem ensinar outras coisas que a criança não aprende na sala de aula. Por exemplo, o pai pode ensinar um filho a trocar um pneu do carro ou a consertar uma bicicleta. A mãe pode ensinar a fazer uma lista de supermercado ou preparar alguma receita em casa.

As crianças vão aprender coisas que na escola elas não aprendem, mas que não deixam de ser importantes para a vida e para o dia-a-dia.

Imagina ir fazer uma faculdade fora. Você pode saber todas as matérias, mas não sabe fazer um bolo ou uma comida, não sabe fazer uma compra no supermercado sozinha, entre outras coisas importantes que os pais devem ensinar as crianças e agora tem a oportunidade de fazer isso. 

 

Objetivos do estudo online

Assim, tudo isso que estamos passando pode ser muito positivo. Sobre o ano escolar, tudo depende de como os alunos e pais enxergam como resultado. Mesmo em casa as crianças estão aprendendo muitas coisas novas. Confira 7 novas habilidades que as crianças estão aprendendo com as aulas online:

1) Organização e Rotina

2) Autodisciplina

3) Responsabilidade

4) Autonomia

5) Foco e concentração

6) Estudo independente

7) Autogerenciamento emocional

São habilidades importantes para a criança nos dias de hoje, mas imprescindível para um adulto bem-sucedido no futuro. Enfim, não vamos considerar um ano perdido, é um ano atípico e tenho certeza que todos nós aprenderemos muito com tudo isso.

Escrever um comentário